home

Quem é Veronica Rezende Azevedo?

 

Jogos para jogar com o Baralho de Numeração

Rouba-montes
Jogadores: 4 crianças.
Cartas: um baralho de numeração cujos naipes são representados por dois sistemas de numeração diferentes: egípcio e de Davi.
Objetivo: cada criança tentará obter o maior número de cartas no seu monte.
Distribuição: uma criança é escolhida para distribuir as cartas, em sentido horário, uma a uma, e fechadas, até que cada pessoa tenha 6 cartas. O distribuidor porá então 6 cartas abertas, em fila, no centro da mesa.
Jogo: digamos que o jogo esteja sendo disputado por Ricardo, Ana, Márcia e Paulo. Márcia distribui as cartas e Ricardo, que está à sua esquerda, começará. Se ele tiver uma carta do mesmo valor que qualquer das cartas da mesa, roubará aquela carta. Essas duas cartas são colocadas, abertas, em pilha à sua frente. Este será o começo de seu "monte". Se duas ou três cartas do centro tiverem o mesmo valor que uma carta de Ricardo, ele poderá roubar todas elas de uma só vez. Se nenhuma das cartas combinar com uma do centro, Ricardo deverá jogar uma das cartas que tem na mão sobre a mesa, aberta. Paulo, o jogador à esquerda de Ricardo, será o próximo a jogar. Se tiver uma carta do mesmo valor da carta que está em cima do monte de Ricardo, Paulo poderá roubar o monte de Ricardo, colocando-o à sua frente, pois passará a ser o seu monte. Sempre que uma das crianças não tiver nenhuma carta do mesmo valor que uma das cartas da mesa ou dos montes de qualquer um dos jogadores, deverá jogar uma de suas cartas sobre a mesa.
Fim: o jogo termina quando todas as cartas tiverem sido jogadas. O vencedor será aquele com o maior número de cartas no seu monte.

 

Mico
Jogadores: 4 crianças.
Baralho: baralho de numeração, como nos jogos anteriores.
Objetivo: terminar as cartas da mão sem ficar com o mico.
Jogo: embaralham-se todas as cartas e tira-se uma escondida, que será o mico. Então distribuem-se as cartas igualmente entre os 4 jogadores. Cada jogador forma pares de cartas com o mesmo valor numérico e descarta os pares formados. Ficarão na mão só as cartas desparelhadas. Cada jogador tira do jogador ao seu lado uma carta e tenta formar par com uma de suas próprias cartas. Se conseguir, descarta o par formado. Se não conseguir, conserva a carta comprada na mão junto com as suas cartas desparelhadas para que outro jogador compre uma carta. Assim prossegue o jogo até que o último jogador fique com uma única carta desparelhada, que é o mico. Então confere para ver se forma par com a carta escondida. Quem fica com o mico perde o jogo.